Posts tagged bella

Robert Pattinson diz que a vontade de trair de Bella é o que leva “Eclipse”

A estrela de “Lua Nova” também fala de “Remember Me”, que espera ter a mesma base de fãs de “Crepúsculo”

NEW YORK — Com o lançamento de “Lua Nova” essa semana, parece natural que as estrelas comecem a revelar coisas sobre “Eclipse”. E os fãs que se surpreenderam com a Bella pegando carona em “Lua Nova”, ficarão ainda mais surpresos quando forem aos cinemas ano que vem.

“Eu acho que a pequena vontade da Bella de cometer a traição será… eu acho que será uma ótima cena.”, disse ele a MTV News no tapete vermelho da exibição de “Lua Nova” em Nova York.

Enquanto a “Saga Crepúsculo” catapultou Pattinson ao estrelato, ele não descansa. O trailer de seu novo filme “Remember Me” saiu na Quinta feira (19/11) e parece ter o mesmo tipo de relação dramática – mesmo que Pattinson não veja os paralelos. “Não é muito parecido com “Crepúsculo””, disse ele. “Mas espero que tenha a mesma base de fãs”.

A elaboração da dor de Bella feita por Kristen Stewart deve acabar no terceiro filme. “Estou animada para ver o triangulo amoroso se tornar um problema”, disse ela. “Nós nos tocamos inocentemente em “Lua Nova”, mas isso se torna algo muito, muito real.”

Stewart disse que ver o crescimento da Bella e seu desenvolvimento nos próximos filmes será algo interessante para ela e para os fãs. “Eu sempre a apoiei em sua devoção ao Edward”, disse ela. “E ver isso balançar será interessante.”

Fonte: Twilight Team
Quem posta: Bruna

Anúncios

Comments (3) »

Nova imagem Bella e Edward

2

Eis uma nova foto divulgada do casal Bella & Edward.Esta foto é do Official Illustrated Movie Companion.E como algumas seguidoras têm falado nos comentários,esta imagem pode ser de um dos sonhos da Bella.

Qual a vossa opinião sobre esta foto?

Fonte:robpattinson
Quem posta: Bruna/Larissa

Comments (8) »

Cenas da gravação da ida ao cinema de Bella e Jess!

E uma da noite de cinema com Bella, Mike e Jacob

Quem posta: Bruna

Leave a comment »

Conjunto de relatórios de “Lua Nova”

Bella e seu pai

Em abril, eu (Kara, da equipe Suíça) tive o prazer de visitar o set de filmagem do segundo filme da franquia da Saga Crepúsculo, Lua Nova. Cheguei em Vancouver em 26 de abril – dois dias antes do programado para o início das filmagens. Nesse ponto uma boa parte das filmagens em Vancouver já tinham acabado, e os atores da família Cullen já estavam em suas casas. Os atores que compõem a alcatéia de lobos estavam na cidade, enquanto os atores da guarda Volturi estavam com chegada programada para a semana seguinte, e nós não sabíamos se gostaríamos do que iríamos ver ou se alguém nos adaria atenção, com certeza tudo indicava que seria uma visita inesquecível.

Na noite de 28 de abril, fomos recebidos por uma cúpula e entramos, junto com mais dez pessoas em uma van. Claro que eu não estava sozinha nessa empreitada, e tive sorte de estar acompanhada de outros cinco representantes do site. Quem se uniu a mim foram Kara de Twilight Moms, Lori do Twilight Lexicon, Matt do Twiligth Fonte, Kassie do Twilight Series Theories e Kimmy. Bom, nossa rota demorou cerca de 45 minutos e percebemos que chegamos ao nosso destino pela quantidade de fãs que lá estavam.

Ao chegar, no conjunto do set vimos a casa da Srta. Bella Swan. Embora a casa original de Bella ficasse em Orgon, onde o primeiro filme da franquia foi filmado, a equipe fez uma replica desta no set em Vancouver. A casa foi cercada por todas as coisas que vimos em Crepúsculo, as árvores, um barco, os veículos de Charlie e Bella. Naturalmente, a casa não é um lugar no qual gostaríamos de viver, já que por entre as árvores estavam escondidos vários equipamentos de produção. A casa nada mais é do que um reservatório destinado para uso externo e ao redor dela estava várias telas brancas e refletores criando a noite perfeita.

Os membros da equipe e muitos extras trabalhavam arduamente para que aquela cena saísse perfeita. Um participante interessante foi o Sr. Greg, ele passou viver na casa de frente a casa de Bella. Apesar de serem obrigados a viver de forma única durante as filmagens (grande número de fãs rondando os locais 24 horas), Greg fez o que pode para assistir de camarote as filmagens de Crepúsculo.

Além das pessoas referidas, houveram muitos presentes naquela noite, incluindo o diretor Chris Weitz, o produtor Wyck Godfrey, os veteranos de Crepúsculo: Kristen Stewart, Taylor Lautner, Billy Burke e Gil Birmingham; e os recém chegados Chaske Spencer (Sam Uley) e Graham Greene (Harry Clearwater).

Se você ainda não adivinhou a cena que assistimos foi mais ou menos esta: Bella, a amada filha de Charlie Swan está desaparecida há horas. Sendo chefe de polícia, Charlie reúne uma grande equipe de busca, que estão reunidos em torno do capô de seu carro. Charlie enruga a testa e começa a dividi-los em grupos de busca. De repente algo chama a atenção de Jacob. Jacob adverte Charlie. Com feição de alívio e preocupação, Charlie se vira e vê sua filha sendo trazida de dentro do bosque, aparentemente inconsciente, por Sam Uley. Charlie retira Bella dos braços de Sam e a conforta sem seus próprios braços.

Chaske estava vestido como um soldado, ou seja, camisa, shorts e sapatos escuros; e a cada intervalo de filmagens ele era acompanhado por um treinador que não o deixava parado. Kristen estava um pouco mais confortável, vestindo jeans, uma jaqueta caramelo e um tênis. Soa familiar? Essa roupa pode ser vista no trailer oficial.

A cena foi muito bem feita. Como uma grande fã posso dizer que está perfeitamente alinhada com as visões que tinha em minha cabeça, senti como se o livro tivesse ganho vida. Emoções intensas cercaram a cena e você pode identificar-se com o esforço de Charlie, a dor de Bella e o heroísmo de Sam. Essa cena me fez ficar com mais vontade de assistir o filme, e tive a certeza de que Chris fez um excelente trabalho.

Nós assistimos a cena várias vezes, mas também tivemos a oportunidade de olhar pelo monitor e ver exatamente o que a câmera estava captando. A cada “Ação!” a câmera se concentrava em diferentes ângulos e em diferentes atores presentes em cena. Durante cada cena, o sentimento pesado e o estresse emocional se tornavam cada vez mais palpáveis. Nos intervalos das cenas o set era um lugar de brincadeiras e risada.

Outro ponto engraçado foi Taylor vestido de Jacob, com sua longa peruca. Logo antes de outra tomada ele grita ‘Esperem!’, todos se viram rapidamente a ele… ‘Esqueci minha fala!’, todos suspiram de alívio e riem, já que nessa cena ele não fala absolutamente nada.

Em alguns raros momentos de longos intervalos, conseguimos conversar com alguns atores que ali estavam. No início de nossa visita fomos saudados pelo diretor Chris Weitz, que é extremamente gentil e generoso. Agasalhado e vestindo seu agora famoso cachecol listrado, tivemos sorte de falar com ele. Ele tem uma áurea incrível e você poderá verificar isso em nossa entrevista com ele.

Também pararam para responder algumas perguntas o produtor Wyck Godfrey, Taylor Lautner e Chaske Spencer, que estava absolutamente apaixonado pelo seu personagem. Cada um tinha uma coisa muito interessante a dizer sobre suas experiências e sobre as filmagens, o que estará estampado nas nossas entrevistas exclusivas.

Embora estivessem ocupados, Gil Birmingham e Kristen Stewart também fizeram questão de aparecer e nos dar um Olá. Kristen é uma pessoa muito fina e extraordinariamente bonita, ela se reuniu conosco no fim de nossa visita, mas como estava muito concentrada em seu personagem tomamos apenas um pouco de seu tempo. Ela discutiu a necessidade de se fechar dizendo que ninguém sabia o que Bella estava passando em seu período de pós rompimento. Ela pediu muitas desculpas por não poder nos dar mais de seu tempo e apresentou uma interessante distinção, porque, apesar de Edward não estar na cena ela rotulou a cena sombria de “Dia de Edward.” E infelizmente, isso marcou o fim de nossa visita. Espero que minha experiência tenha levado um pouco do set de Lua Nova até você.

Fonte: Twilight Team
Quem posta: Bruna

Leave a comment »

A atriz de Crepúsculo, Kristen Stewart, em Lua Nova.

000lay

Com apenas 19 anos, Kristen Stewart já estrelou lado a lado de Jodie Foster, Sean Penn e Rober De Niro, e é a personagem principal da assustadoramente bem sucedida Série Crepúsculo.

“Eu acho que ela tem a “comissão de frente” maior do que a minha”. Kristen Stewart está ponderando sobre a figura da personagem dela em Crepúsculo – a pequena boneca de plástico que representa Bella, a sua personagem na franquia – enquanto checava as proporções do busto. “Eu também acho que ela parece muito mais velha do que eu”, ela adicionou antes de colocar a boneca de lado. Eu a peguei e, numa inspeção mais de perto, a boneca realmente parece um pouco mais velha que a sua “progenitora” (com relação à “comissão de frente”, uma inspeção mais detalhada seria inapropriada). “É estranho”, continua a atriz de 19 anos, “mas as pessoas frequentemente pensam que eu sou um pouco mais velha do que eu realmente sou.

Um jornalista francês me perguntou mais cedo como minha vida de adolescente afetou minha vida de agora. Eu ainda estou na adolescência”. Ela riu. “Sério, mesmo se eu fosse mais velha, como minha vida na adolescência poderia não moldar minha vida? Eu não sei como responder isso”.

O jornalista francês deveria ter feito a pesquisa dele; entretanto, para o observador não treinado, Stewart pode parecer mais velha. Sua conversa, por exemplo, certamente desmente sua idade. Não muitos adolescentes são tão articulados ou com tanto auto-conhecimento – embora não muitos adolescentes estejam carregando consigo a maior franquia de filmes do mundo, a série adolescente de vampiros Crepúsculo. Com os muito amados personagens de JK Rowling se encaminhando para o capítulo final das telonas, Crepúsculo logo ficará no topo da lista dos filmes adolescentes, e com a sua personagem principal, os produtores laçaram uma jovem atriz supremamente talentosa e altamente inteligente.

O filme mais recente de Stewart, a comédia subestimada “Adventureland”, é um caso em questão. Nesse conto semi-autobiográfico, o escritor-diretor Greg Mottola (Um dia em Nova York – “The Daytrippers”; É Hoje – “Superbad”) se baseia na sua experiência de trabalhar em um parque temático durante sua adolescência nos anos 80. Stewart interpreta Em Lewin, o interesse amoroso do personagem principal. O filme arrecadou apenas 16 milhões de dólares nos Estados Unidos, mas é melhor do que esse valor pode dar a entender, mas o filme é um trabalho em conjunto (os favoritos de The Saturday Night Live, Bill Hader e Kristen Wiig, dão um suporte hilário, enquanto Jesse Eisenberg, de “A Lula e a Baleia” é o ator principal) – embora a personagem de Stewart tenha, meio que deliberadamente, conseguido muito tempo na tela.

“Kristen foi uma das poucas pessoas que eu coloquei no elenco sem nem ao menos fazer o teste, muito embora ela seja mais nova que a personagem que ela interpreta no filme”, Mottola me disse. “Mas eu acho que ela é a melhor atriz nessa faixa etária. Ela pode fazer uma cena em que a pessoa está apenas pensando parecer dramática”. A cena favorita de Mottola é a que Stewart conta uma história sobre o pai dela tendo um caso enquanto a mãe dela estava morrendo de câncer. “Ela conta de uma maneira tão segura, que eu instintivamente soube que alguém que nunca tivesse processado aqueles sentimentos não saberia como falar sobre eles”, ele disse. Outras pessoas com quem ele fez testes para o filme transformaram o discurso no que ele descreve como “um dos mais melodramáticos monólogos que eu já ouvi”.

Stewart pareceu acanhada quando eu contei o elogio. “Eu não sou uma garota terrivelmente introvertida e danificada num parque temático nos anos 80”, ela riu, “mas eu posso imaginar como seria não gostar muito de si mesmo, e estar enfrentando isso sozinha. E também se sentir meio que mais esperta que todo mundo, mas sem que ninguém perceba. Eu junto tudo isso, e os aspectos masoquistas nos quais as garotas são muito boas. E também, eu acho que sempre me senti mais velha do que sou. Eu senti que deveria ser adulta lá pelos 5 anos. E eu já achava que era adulta aos 12. Eu não era uma guerreira mas nunca fui daquelas crianças que não ligam para nada. É só o jeito que eu fui educada.

A educação de tempo integral de Stewart em seu estado natal, Califórnia, acabou quando ela alcançou 14 anos. Os pais dela são familiarizados com o ramo da filmagem (o pai dela, John Stewart, trabalhou como gerente de palco e produtor de televisão; a mãe dela, Jules Mann-Stewart, trabalhou como supervisora de script) e acreditaram nela para continuar sua educação por correspondência enquanto ela se concentrava em sua crescente carreira como atriz. A atitude surtiu efeito, e, como Stewart já notou, esses anos moldaram o resto da sua vida.

Com apenas 16 anos, ela já trabalhou com os indiscutivelmente melhores atrizes e atores de Hollywood hoje em dia, aparecendo primeiramente com Jodie Foster em “Quarto do Pânico” (Panic Room) em 2002 (como a filha insociável de Foster) e então, em 2007, como Tracy, uma adolescente abandonada num parque para trailers que se apaixona por Emile Hirsch, em “Na Natureza Selvagem” (Into the Wild), dirigido por Sean Penn. Foster e Penn provaram ser valorosos mentores.

“Esses dois têm uma influência massiva em mim, é claro”, ela disse, “e em Sean eu vi uma coisa que nunca vi em mais ninguém – esse enorme senso de convicção. Isso meio que tira você do seu lugar”. Isso soa intimidante. “Sim, definitivamente, e também gentilmente persuasivo. Sean leva as coisas tão a sério. Se ele está fazendo um papel, ele nunca para até terminar, ao passo que Jodie leva um pouco menos a sério. Ela consegue fazer a mesma coisa sem se matar tanto. Mas é o que ele precisa. Então de ambos eu peguei a mesma coisa: eles somente fazem o que se sentem fortes para fazer, e não há nada do que se envergonhar”.

Entre os filmes com Foster e Penn, Stewart recebeu boas críticas por fazer “O Silêncio de Melinda” (Speak) em 2004, no qual, aos 13 anos, ela interpreta uma jovem que é estuprada e para de falar. Ela também trabalhou com Mike Figgs e Sharon Stone (“A Garganta do Diabo” – “Cold Creek Manor”, 2003), Jon Favreau (“Zathura, Uma Aventura Espacial” – “Zathura”, 2005), Griffin Dune (“Sociedade Feroz” – “Fierce People”, 2005), os irmãos Pang (“Os Mensageiros” – “The Messengers”, 2007) e Robert De Niro (“O que aconteceu?” – “What Just Happened?”, 2008). “Eu fico feliz que pude fazer esses filmes, e eu estou feliz por deixar a escola”, ela lembra. “Eu não conseguia me relacionar com as crianças da minha idade. Eles são maus e não te dão nenhuma chance”. Ela sente como se tivesse perdido alguma coisa? “Não, não acho que perdi nada no aspecto social. Eu estou rodeada de pessoas constantemente. Conheço centenas de pessoas no trabalho. Uma vez que terminamos a escola, percebemos que ela é uma versão menor da vida real. Quando eu estava lá, eu nunca fui o tipo de garota que fica falando sobre atuar, então eu tive muitos problemas com isso, até que alguém descobriu, até que alguém viu um filme velho e percebeu. Eu estava tentando esconder, mas eu definitivamente recebi um ‘Ah, mas ela é uma vadia’. Eles nunca falaram comigo, mas instantaneamente ele disseram, tipo, ‘Você é tão rude’. Eu não sou rude.”

Ela está certa. De fato, Stewart é completamente envolvente. Admitidamente, alguns jornalistas encontram alguma resistência. Mas eu sugiro que, como o cara francês, eles subestimaram o seu assunto. Em pessoa, ela é brilhante e bem charmosa, uma fumante ansiosa que regularmente curva os joelhos pra cima enquanto fala. Ela fica desconfortável com o processo das entrevistas – “Eu não sou muito boa em auto-análise” – e para qualquer questão mal informada é dada pouca atenção.

Em relação ao seu papel como Bella na série Crepúsculo, ela permanece como uma das mais procuradas atrizes jovens do mundo. O primeiro filme da franquia, lançado em novembro passado, arrecadou mais de 380 milhões de dólares para a Summit (recuperando 10 vezes o orçamento original); o segundo filme, Lua Nova, provavelmente será ainda melhor. No segundo capítulo, o vampiro galã da série, Edward Cullen (encenado por um cara de sobrancelhas grossas, Robert Pattinson) deixa Bella Swann (os dois estão irremediavelmente apaixonados), permitindo que outro homem, Jacob (Taylor Lautner), entre em cena e forme um pegajoso triângulo amoroso. Faz palpitar muitos corações marcados e à procura de suas almas gêmeas. “Tem também um pouco mais de ação nesse filme”, ela diz. “Os lobos são apresentados, e você tem o personagem de Jacob. Do jeito que isso se apresenta, é meio trágico, sério.”

Dada a popularidade do primeiro filme, a saga de Crepúsculo transformou a vida dela? “Bem, eu nunca trabalhei para um grande plano”, ela disse, “mas estaria mentindo se dissesse que Crepúsculo não me abriu outras oportunidades. Muitos dos filmes que eu gosto de fazer são pequenos e raramente vêm a luz do dia, mas depois de Crepúsculo as pessoas estão mais suscetíveis a ir, ‘Oh vamos ver Bella nesse filme de stripper’”. Esse filme de stripper é “Bem vindo aos Rileys” (Welcome to the Rileys), um drama emocional pouco comentado que ela filmou com James Gandolfini depois de fazer o primeiro filme de Crepúsculo. Ela também recentemente terminou “The Runways”, o início da carreira de uma banda de rock formada por mulheres, a qual é encabeçada por Joan Jett (o papel de Stewart) e Cherie Currie (interpretada por sua colega de Lua Nova, Dakota Fanning). “Joan é um exemplo a ser seguido”, ela falou. Stewart atua como se ela mesma fosse roqueira, o que não é nenhuma surpresa. “Enquanto Cherie lutou um pouco com a fama, Joan soube como lidar com a pressão e soube o que isso poderia fazer para sua carreira”.

Como Jett, Stewart praticamente vive sua vida agora no brilho dos holofotes da mídia, e há rumores persistentes de travessuras entre Stewart e Pattinson, embora a atriz sempre tenha negado a fofoca. Quando o primeiro filme saiu nos cinemas, ela já estava namorando Michael Angarano, com quem já havia contracenado. “Ele está legal com tudo isso”, ela me disse numa entrevista anterior, mais cedo esse ano. “Eu acho que ele gosta do primeiro filme. Eu realmente não sei. Mas ele não é um cara ciumento. Ele está legal. Ele pode aguentar isso”. E quais eram seus pensamentos sobre amor à primeira vista, a parte mais importante do filme? “Eu acho que, para Bella, os sentimentos dela por Edward Cullen, quase mudam a estrutura química do seu corpo, como heroína. E agora que aconteceu, ela prefere morrer a ficar sem ele. Talvez isso aconteça com as pessoas, eu não sei. Já sobre mim, eu não deixei meu namorado por Robert Pattinson”.

Fora a fofo, a fama gerou outros problemas? Os fãs de Crepúsculo, por exemplo, são notoriamente entusiasmados. (De fato os super fãs de Crepúsculos são possivelmente fanáticos). “Sério, as pessoas não me reconhecem frequentemente. Eu acho que eu simplesmente pareço diferente em pessoa. Eu também não sou muito acessível, e talvez eles estejam pensando ‘Ohhh ela é assustadora’. Mas é estranho ver todo o marketing e propagandas. Eu gosto de hambúrguer, mas eu quero ver meu rosto estampado em todos os anúncios de hambúrguer? Realmente não.” E se o pessoal do marketing trouxer adicionais para a linha de bonecas da Bella? “A boneca?”, ela ri. “Bem, eu acho que posso viver com isso. De fato, eu estou me acostumando a ter uma grande “comissão de frente”.

“Adventureland” será lançado na sexta. A Saga de Crepúsco: Lua Nova, saíra em 20 de novembro.

Fonte: Twilight Team
Quem posta: Bruna

Leave a comment »

Rodada de Fotos: New Moon

3786800431_822dd57ef1

rosalie 1

Crepusculo-600x400-010909-repro

1305379-6769-ga2

1305381-4739-ga

Bellaee

Fotos: Yahoo
Quem posta: Bruna

Leave a comment »

Músicas temas para os personagens de Crepúsculo

New_Moon_Poster___The_Cullens_by_mahdesigns

Robert Pattinson é ‘tão sexy que dói’? Personagens de ‘Crepúsculo ganham suas próprias músicas tema.

Há muitos personagens ótimos na história do cinema eternamente ligados com uma música tema. Quem consegue ouvir “Stuck in the Middle With You” e não pensar no Sr. Blonde? O assovio clássico de Ennio Morricone e não imaginar O Pistoleiro sem Nome? Ou a marcha imperial de Darth Vader, que sempre avisa a presença do homem mais malvado do universo?
De alguma forma, chegou a vez de “Crepúsculo”.

Claro, a trilha sonora do primeiro filme era boa, e Death Cab for Cutie pode corrigir a situação. Mas como nenhum desses personagens ícones tem uma música ainda?

Com o recente anúncio de que, Rob, Kristen e Taylor estarão no próximo VMAs para revelar um trailer exclusivo de “Lua Nova” para os fãs, nós achamos que já era hora de corrigir isso. MTV e “Crepúsculo” formaram uma combinação incrível durante os últimos meses, e nós temos dezenas de milhares de vídeos musicais prontos para um começo. E então, nós humildemente apresentamos as canções clássicas que gostaríamos de ouvir quando vermos esses personagens da tela novamente, em “Lua Nova”, em novembro:

Edward Cullen :“I’m Too Sexy” de Right Said Fred
Porque o cara é sexy – e se ele vai admitir ou não, ele sabe disso. Vai dizer, você não gostaria de ver RPattz fazer sua viradinha na passarela?

Carlisle Cullen: “Smooth Criminal” de Michael Jackson
O patriarca do clã Cullen tem mais carisma do que Clooney, tem a fala mais doce do que mel, e – por mais nobre que as mordidas tenham sido – fazer de alguém um membro dos mortos vivos tem que ser contra algum tipo de lei. Nós consideramos selecionar a versão cover do Alien Ant Farm, mas algo nos diz que o vampiro de 369 anos prefere algo mais clássico.

Rosalie Hale:“Beautiful” da Christina Aguilera
Como descrita por Stephenie Meyer, ela é a mulher mais Linda do planeta, e Nikki Reed não é tão diferente no quesito beleza. Então, porque todo mundo sempre odeia a pobre Rosalie? Enquanto Rosalie redime a personagem nos próximos filmes, nós podemos imaginar ela cantarolando essa música, insistindo que o as palavras dos odiadores “can’t bring me down”(não podem me aborrecer).

Bella Swan: “Sugar, We’re Going Down” do Fall Out Boy”
Uma das muitas razões para amarmos Bella é porque ela está sempre caindo…ou se apaixonando. Nós podemos imaginar Bella falando para Edward que ela está “going down” (caindo) da próxima vez que ela escorregar no gelo enquanto caminha. E depressiva como ela está em “Lua Nova”, Kristen precisa de uma música divertida como essa para animá-la um pouquinho.

Jacob Black: “Hungry Like the Wolf” do Duran Duran
O quão legal seria ver Taylor Lautner cantarolar essa música para KStew durante “Lua Nova”, logo antes de se transformar? “Woman, if you want me, give me a sign!”(Mulher, se você me quer, me dê um sinal)

Fonte: Twilight Team
Quem posta: Bruna

Comments (1) »